quarta-feira, 3 de dezembro de 2014

Conflito na Palestina e o Holocausto.

   Outro assunto que parece repetitivo, mas que merece atenção. Talvez o grande enigma político da nossa geração. É um tema para artigo acadêmico de 50 páginas, vou ser resumido. Eu aprendi que para entender algo hoje nós temos que voltar ao passado e é justamente na divisão dos territórios lá me 1939 que está o problema.
   A Inglaterra possuía domínio sobre os territórios onde hoje é Israel em 1920. É tudo fruto de um grande jogo de interesses, Theodor Herzl em 1896 aspirou em um livro um país judeu, o reino inglês precisava dos judeus para pressionar os EUA a entrar nas grandes guerras e a Alemanha precisava perseguir alguém, pois estava com “dívidas de guerra” com os ingleses, uniram o útil ao desagradável (holocausto), mais um motivo para a doação do território e formação do estado israelense em seguida.
  Pra mim o grande culpado de tudo não é Palestina nem Israel, é quem está calado fingindo ser inocente, mas por trás da cortina está agindo e nesse caso chama-se Jordânia. Um reino muçulmano que também foi formado com terras doadas pelos ingleses (ao lado de israel), mas que soube a hora certa de apoiar uma guerra pela “religião” colocando pobres palestinos como iscas contra um país legítimo #carasdepau.
   Eu não tenho medo de defender o estado judeu mesmo sabendo de tantas mortes no lado palestino, se olharmos a proposta inicial do ONU para a região veremos que algo iria sair bem errado no local: 

 Em amarelo os árabes e em laranja os judeus. Proposta da ONU de 1947. 

P.s: Esse é meu último texto de 2014, obrigado aos que sempre me dão uma oportunidade lendo até o fim os textos, bom final de ano e nos vemos em 2015!

sábado, 29 de novembro de 2014

Vladimir Putin o imperador da Rússia


   Talvez um tema já batido, mas essa poeira ainda não baixou, o conflito da Criméia. Czar foram os antigos reis do império russo e Putin só não é oficialmente considerado um por capricho da burocracia russa, pois são vários anos como presidente ou primeiro ministro daquele país. Enquanto Putin é rei, aspirando mais 6 anos de mandato, obama é gay favorecendo os brancos e massacrando o povo negro.

   Hoje os EUA têm +- 29.000 soldados fixados na Alemanha, Itália e Bélgica, além de transferir forças para a fronteira da Ucrânia, fora as sanções econômicas ao governo de moscou e sua exclusão do G8 (países industrializados), isso tudo como uma birrinha infantil porque um lugar pobre e sem importância (Criméia) decidiu de forma democrática não seguir uma política comercial corrupta e injusta como a da união européia se anexando a um país que nunca fez parte desse baile de máscaras.

   Vladimir Putin eleito o homem mais poderoso do mundo esse mês, consegue mostrar a verdadeira face do ocidente. Os méritos da ação na Criméia vão além de estratégia, vão na corrente de Mahatma Gandhi da não-violência, não foram registrados conflitos armados, repressão, intimidação ou arbitrariedades. Lógico que nada disso seria possível se os ucranianos não tivessem protestado contra um governo autoritário e chamado por socorro mundial.



 O cara

domingo, 23 de novembro de 2014

O Estado Islâmico e a droga como motivação.

   Essa semana resolvi tocar em um assunto muito polêmico, mas alguém tem que tocar nessa ferida. “Estado islâmico” é um grupinho guerrilheiro e terrorista que anda tirando a cabeça de americanos no oriente médio (literalmente). Eu não sou um perseguidor da revolução islâmica, palestina e afins, mas quando eu olhei a cara desses monstrinhos ai eu imaginei logo um lugar da universidade em que estudei que o pessoal usava muita maconha, pessoas cabeludas e com cara de babaca.
   
    Esse grupo é um fantoche do Bashar Al Assad (presidente da síria) armado e direcionado para o Iraque, só para despistar a grande crise interna que o povo sírio vive. Um ato covarde, mas que com a ajuda de Barack Obama que nunca perderia uma festa dessas, ficaria bem fácil atingir o objetivo, além claro da velha omissão da ONU. É uma tática antiga jogar milho para as galinhas e elas não vão te incomodar, o milho no caso um bando de idiotas drogados. 

    Eu digo isso pois dentro do próprio islamismo existem as “Tariqas” (ordens do sufismo, divisão mística do islamismo), seitas que costumam usar o Haxixe (variação da maconha) em suas cerimônias, tudo parte de uma tradição muito antiga, logo a droga deve ser algo comum até para esses soldados capazes até de se explodirem por um “objetivo maior”. Não estou generalizando, são apenas divisões dessa religião, não ela toda. 


 Fantoches

sábado, 15 de novembro de 2014

Ban Ki-Moon da ONU, o samurai omisso.



   Aparentemente esse pequeno oriental risonho demonstra ser uma boa pessoa, mas ele nunca foi visto colocando a mão na massa de verdade. Com tantos problemas para serem resolvidos no mundo a administração do atual secretário geral da ONU prefere resolver tudo do jeito bem antigo, fingindo que nada acontece, transferindo a decisão para os EUA e se trancando nas salinhas do prédio em New York. Talvez não exista motivo pra fazer diferente.


  Alguns acham que fazer política é apenas vestir terno e ter uma assinatura que ninguém entende, diferente do que fazia a falecida princesa Diana (Lady Di), morreu está no céu, colocava sua roupa mais simples e ia ajudar pessoalmente as vítimas da guerra na áfrica, um grande exemplo nunca seguido. Ban Ki-Moon subestima a inteligência dos que precisam da ajuda prometida e que nunca chega.


   Mais uma guerra na palestina, mais bilhões de dólares enviados para os bolsos dos políticos que assim como Yasser Arafat (ex-líder palestino) possuem contas bancárias recheadas, enquanto crianças morrem, o povo come terra e o líder das “Nações Unidas” passeia na “Rio +20. Essa miséria arquitetada em mais uma repetitiva conferência da ONU sobre palestina, um teatro para que mais uma vez o presidente americano apareça na foto como Nobel da paz, “acabando” com a guerra, pelo menos até a próxima eleição.






“tua covardia,
não é minha,
teu riso, outra ironia.

 (Goulart Gomes)”


“Os covardes morrem várias vezes antes da sua morte, mas o homem corajoso experimenta a morte apenas uma vez.”

(William Shakespeare)

sábado, 8 de novembro de 2014

A teoria do big bang e a hipocrisia científica

   Esse texto visa dar uma nova esperança para a teoria do big bang e apontar um rumo coerente para o universo em 3 parágrafos. Hoje a astronomia está tomada por teorias sem fundamento como a “matéria escura”, algo que não se vê e altera tudo, “expansão do universo” como se tudo estivesse se afastando e depois se perder no infinito, parece poético mas vai contra uma lei famosa e simples de Antoine Lavoiser: “Nada se cria, nada se perde, tudo se transforma”.

   Parece que quem já se perdeu foram os cientistas. O nosso universo pode estar se expandindo, mas pode ter outros universos que ele possa se chocar.  O tudo é aquilo que já existe, e irá acabar para gerar outra coisa, o nada não acaba pois nunca existiu. Com isso analisando a teoria do big bang como uma transformação, o universo um dia vai quebrar como diz uma antiga teoria o “big crush” ou a gravidade vai atrair objetos para sua destruição e depois gerar novos big bangs, seria possível estar acontecendo um big bang agora bem longe de nós.

   Uma boa associação disso é a aproximação da galáxia Andrômeda com a nossa via láctea, as duas vão se unir e formar uma nova galáxia, ou até o fim do sistema solar com a explosão do sol, isso tudo daqui a vários anos, lógico! Ou seja o universo como um todo não pode ser visto com leis diferentes de outros elementos naturais, um grande equívoco dos cientistas atualmente que ficam girando nas mesma discussões sem sentido.

Lavoisier


sábado, 31 de maio de 2014

Os desejos e angústias dentro de nós! - Horóscopo (3ª Parte - FIM)

   Essa é a última parte da trilogia e tenta se aprofundar melhor nos signos. Dos doze que temos no horóscopo cada um tem sua particularidade o que confere para cada indivíduo características com aptidões em determinadas funções, por exemplo: aquário, com detalhes sensíveis que torna a pessoa apta para cuidar das outras.  

    Eu conheço muitas pessoas que determinado dia está alterado, com mau humor e sem energia para nada, isso pode ser analisado na astrologia como inferno astral, geralmente ocorre durante um mês antes do aniversário, existe também o paraíso astral que ocorre um mês depois. Esse tipo de situação pode afetar a sua relação com pessoas próximas e por equívoco muitos não procuram equilibrar essas “energias".



  O “ascendente”, é o signo representado pela constelação que está no topo do céu no dia do seu nascimento, o que demonstra que nós sofremos influências diversas, ampliando as probabilidades de interações. Se seu parente próximo é de sagitário, por exemplo, você indiretamente vai estar sendo persuadido a agir de acordo aos detalhes inerentes a ele, nas relações amorosas não é diferente.

   Obrigado pelo voto de confiança e pelo tempo dedicado em meu blog, lembro que eu não sou astrólogo mas pesquiso o assunto e fico a disposição para no futuro abordá-lo novamente, aqui ou no meu twitter @feliphex.

 Aquário

sábado, 17 de maio de 2014

O destino, o computador e a fé! - Horóscopo (2ª Parte)

   Alguns horóscopos detalham até a hora do dia em que alguma coisa iria acontecer, algo que contribui para gerar a descrença de muitos, inclusive a minha. Além da generalidade das afirmações. Acreditar em algo que já está escrito como o destino onde você não pode mudar nada é difícil, o determinismo, uma corrente filosófica onde tudo é decretado pela natureza e o homem não tem ação sobre isso.
   
   O cientista suíço Carl Gustav Jung acreditava que era possível existir uma “coincidência significativa” através da sincronicidade, ele dedicou sua vida nesses estudos atestando que seria possível em meio ao acaso, fatos acontecerem de forma determinada, mas sem predefinição. Uma certa vez em sua pesquisa ele relata:

  "Uma jovem paciente sonhou (...) que lhe presenteavam com um escaravelho de ouro. Enquanto ela me contava o sonho. De repente, ouvi detrás de mim um ruído na janela (...) vi que foi um inseto voador que chocava contra ela. Abri-a e o apanhei. Era a analogía mais próxima a um escaravelho de ouro (...).” (Wikipedia)
  
   Com o advento das tecnologias como o computador o acesso em pesquisa a fontes “místicas” como horóscopo ficou bem fácil, mudando a forma como se obtém acesso a isso o que tornaria mais popular e quem sabe mais fácil uma crença profunda, porém os fatos continuam intrigando, prejudicando a fé que se tem nos acontecimentos e a certeza que os precursores da astrologia alcançaram o objetivo em nos deixar hoje com várias pulgas atrás da orelha.

 Exemplo de mapa astral
    
   Obrigado por ler essa trilogia, semana que vem será o texto final que se chamará: Os desejos e angustias dentro de nós! - Horóscopo (3ª Parte - Final)

sábado, 10 de maio de 2014

O nada, os planetas e o amor! - Horóscopo (1ª Parte)

  Esse é o começo da trilogia em meu blog, sobre horóscopo. O universo sempre foi algo intrigante para o ser humano desde tempos antigos onde as pesquisas eram rudimentares. O “tudo” visto a olho nu são as estrelas se transformando, nascendo e morrendo, o “nada” o grande mar de esquecimento e ausência. Com isso passaram a tentar entender a personalidade humana associando com esses fenômenos, surge a astrologia.

  Uma grande força que age no universo e que influência tudo desde nós mortais até as imensas galáxias, é a gravidade:

   “A gravidade é o fenômeno natural pelo qual todos os corpos físicos se atraem entre si.”
(Wikipedia)

 Os planetas e a lua são a base da astrologia, cada posição conhecidos como trígono ou quadratura gera resultados diferentes. Mas nós podemos analisar também que a cidade onde você nasce e a data, influenciam, pois a natureza tem variação anual, frio, calor e dependendo da época pode-se definir qual seria a influência externa que você sofreria e assim detalhar sua personalidade em relação aos acontecimentos diários.
  
  Sobre determinados setores da vida de cada um parece algo difícil de se explicar olhando para planetas como Júpiter e Saturno, mesmo quando falamos de relacionamento amoroso entre signos variados onde a análise deve ser feita com cuidado. Mas pra mim a astrologia é um vasto estudo que conseguiu ao longo do tempo acreditar no poder da natureza, na riqueza da alma e colocar a culpa toda em Plutão.

           Voleibol, possível graças a lei da gravidade (Rússia x Rep. dominicana)

sábado, 3 de maio de 2014

A velocidade da via láctea e nós


  Eu vou abordar um tema que me intrigou quando assistia ao documentário “cosmos”, em sua atual produção, a incrível velocidade da via láctea no universo, 1.000.080 km/h, calculado em relação à galáxia de Andrômeda, parece um número impossível, mas levado em conta a grandeza dos processos internos me parece plausível. Vendo isso, pensei: e o ser humano como reage? 

   Só a velocidade da terra em torno do sol já é algo considerável, +-108.700 km/h, isso mesmo, não é algo que você pegue seu carro pra ir ali passear e alcance isso. Mas nós, mesmo influenciados não só por esses dois valores, mas por vários outros eventos ao nosso redor continuamos vivendo normalmente sem parecer que nada grande acontece. A nossa sorte é que o planeta absorve a sobrecarga, da mesma forma que os diversos corpos celestes fazem isso em relação à galáxia.

   Mas isso tudo influencia em nós individualmente? Com certeza. Mesmo que amparados, cada um paga o preço por essa viagem no espaço em alta velocidade, nosso organismo evoluiu o suficiente para se adaptar a isso, mas o envelhecimento de cada um está relacionado com essa interação com o meio. Processos naturais como as correntes oceânicas, massas de ar, erosão de montanhas e outros, estão relacionados com isso.

 Via Láctea


Mais informações sobre velocidades no universo:

sábado, 12 de abril de 2014

A hora do planeta e o engano sustentável


   “A hora do planeta” é um evento que ocorre anualmente e que consiste em incentivar as pessoas em desligarem as luzes da sua casa por 1 hora e com isso economizar energia suficiente para equilibrar determinados impactos ambientais, como história em quadrinhos funcionaria bem, mas a vida real é bem menos fantasiosa. A sustentabilidade vai além dessas coisas. 

  Essa campanha faz parecer que você ao realizar esse ato aparentemente nobre está sendo o herói da natureza, mas e depois? Todo mundo virou Super Sayajin da preservação e não precisa fazer mais nada? Será que é mesmo simples assim? Esse é o grande problema dessa mentira contada e apoiada pelo governo e diversas entidades, eles querem fazer você acreditar em um conto de fadas.

   A sustentabilidade ambiental é feita todos os dias quando não jogamos vidro, plástico e etc. nos ecossistemas, não fragilizando a fauna e a flora, quando não aceitamos a poluição das cidades em geral, quando efetivamente lutamos por isso e não porque alguém disse que apagar a luz do cristo redentor, do congresso ou da sua casa uma vez no ano vai salvar o mundo.

 Goku, o verdadeiro Super Saiajin

sábado, 5 de abril de 2014

A cor da água e o céu azul

   Nós aprendemos na escola que a água (H20) é um elemento inodoro (sem cheiro), insípida (sem gosto) e incolor (sem cor), mas sempre nos perguntamos porque o mar e o rios são azuis, a resposta dos cientistas é que eles refletem o azul do céu, um equívoco iminente. A cor que nós enxergamos é o reflexo da luz na matéria, dependendo da composição de cada coisa. 


   O céu só é azul também por causa do H2O, existe muita umidade na atmosfera devido a evaporação da água por parte do sol daí se forma o ciclo das chuvas. O oxigênio presente na água reflete dentro do espectro de cores a cor azul, portanto podemos concluir que a água possui cor sim e essa cor é o azul. Alguém perguntaria: porque quando bebo um copo de água ela parece sem cor. Devido à baixa quantidade.


   O mar em algumas regiões é bem azul e transparente, em outras regiões é verde ou marrom, isso ocorre pois a grande energia gerada com a movimentação marítima desloca sedimentos e vegetais dando outras colorações. Isso mostra que as respostas para nossas perguntas muitas vezes estão mais próximas do que imaginamos e a natureza mesmo complexa, se explica.

Mar no Caribe

sábado, 29 de março de 2014

Porque a água do mar é salgada?

   O oceano é uma vasta proliferação de vida imersa em uma imensidão de água. Questões simples como a salinidade da água do mar nunca foram respondidas com propriedade pelos cientistas. O blog do Feliphex retorna em 2014 com o objetivo de abordar esses temas.

   A água oceânica é composta por 77,5% de cloreto de sódio conhecido como Sal, a principal teoria aceita hoje é que os rios lavaram os continentes e ao desaguarem entregaram o sal presente nas montanhas ao mar, mas a pergunta óbvia que eu faço é: porque os rios não são salgados? Pergunta sem resposta. A verdade é que existe a diferença da profundidade entre um e outro, o rio raso possui uma pressão da água bem inferior e o mar fundo possui uma pressão maior.

   A água do mar em maior quantidade e em maior profundidade pressiona de uma forma mais intensa os seres que habitam os ecossistemas presentes nele, esses seres de acordo com a teoria de Charles Darwin tiveram que evoluir para poderem se adaptar a dificuldade de viver no lugar e com isso adquiriram em sua composição uma característica salina (o sal é um excelente conservante) e assim o mar foi se tornando salgado.
 
  Essa teoria de que o mar sempre foi salgado a partir da evolução das espécies é negligenciada. Descarta a ligação com os rios e com vulcões e exige apenas uma noção básica de geologia, física e biologia. Obrigado e até a próxima.