sábado, 31 de maio de 2014

Os desejos e angústias dentro de nós! - Horóscopo (3ª Parte - FIM)

   Essa é a última parte da trilogia e tenta se aprofundar melhor nos signos. Dos doze que temos no horóscopo cada um tem sua particularidade o que confere para cada indivíduo características com aptidões em determinadas funções, por exemplo: aquário, com detalhes sensíveis que torna a pessoa apta para cuidar das outras.  

    Eu conheço muitas pessoas que determinado dia está alterado, com mau humor e sem energia para nada, isso pode ser analisado na astrologia como inferno astral, geralmente ocorre durante um mês antes do aniversário, existe também o paraíso astral que ocorre um mês depois. Esse tipo de situação pode afetar a sua relação com pessoas próximas e por equívoco muitos não procuram equilibrar essas “energias".



  O “ascendente”, é o signo representado pela constelação que está no topo do céu no dia do seu nascimento, o que demonstra que nós sofremos influências diversas, ampliando as probabilidades de interações. Se seu parente próximo é de sagitário, por exemplo, você indiretamente vai estar sendo persuadido a agir de acordo aos detalhes inerentes a ele, nas relações amorosas não é diferente.

   Obrigado pelo voto de confiança e pelo tempo dedicado em meu blog, lembro que eu não sou astrólogo mas pesquiso o assunto e fico a disposição para no futuro abordá-lo novamente, aqui ou no meu twitter @feliphex.

 Aquário

sábado, 17 de maio de 2014

O destino, o computador e a fé! - Horóscopo (2ª Parte)

   Alguns horóscopos detalham até a hora do dia em que alguma coisa iria acontecer, algo que contribui para gerar a descrença de muitos, inclusive a minha. Além da generalidade das afirmações. Acreditar em algo que já está escrito como o destino onde você não pode mudar nada é difícil, o determinismo, uma corrente filosófica onde tudo é decretado pela natureza e o homem não tem ação sobre isso.
   
   O cientista suíço Carl Gustav Jung acreditava que era possível existir uma “coincidência significativa” através da sincronicidade, ele dedicou sua vida nesses estudos atestando que seria possível em meio ao acaso, fatos acontecerem de forma determinada, mas sem predefinição. Uma certa vez em sua pesquisa ele relata:

  "Uma jovem paciente sonhou (...) que lhe presenteavam com um escaravelho de ouro. Enquanto ela me contava o sonho. De repente, ouvi detrás de mim um ruído na janela (...) vi que foi um inseto voador que chocava contra ela. Abri-a e o apanhei. Era a analogía mais próxima a um escaravelho de ouro (...).” (Wikipedia)
  
   Com o advento das tecnologias como o computador o acesso em pesquisa a fontes “místicas” como horóscopo ficou bem fácil, mudando a forma como se obtém acesso a isso o que tornaria mais popular e quem sabe mais fácil uma crença profunda, porém os fatos continuam intrigando, prejudicando a fé que se tem nos acontecimentos e a certeza que os precursores da astrologia alcançaram o objetivo em nos deixar hoje com várias pulgas atrás da orelha.

 Exemplo de mapa astral
    
   Obrigado por ler essa trilogia, semana que vem será o texto final que se chamará: Os desejos e angustias dentro de nós! - Horóscopo (3ª Parte - Final)

sábado, 10 de maio de 2014

O nada, os planetas e o amor! - Horóscopo (1ª Parte)

  Esse é o começo da trilogia em meu blog, sobre horóscopo. O universo sempre foi algo intrigante para o ser humano desde tempos antigos onde as pesquisas eram rudimentares. O “tudo” visto a olho nu são as estrelas se transformando, nascendo e morrendo, o “nada” o grande mar de esquecimento e ausência. Com isso passaram a tentar entender a personalidade humana associando com esses fenômenos, surge a astrologia.

  Uma grande força que age no universo e que influência tudo desde nós mortais até as imensas galáxias, é a gravidade:

   “A gravidade é o fenômeno natural pelo qual todos os corpos físicos se atraem entre si.”
(Wikipedia)

 Os planetas e a lua são a base da astrologia, cada posição conhecidos como trígono ou quadratura gera resultados diferentes. Mas nós podemos analisar também que a cidade onde você nasce e a data, influenciam, pois a natureza tem variação anual, frio, calor e dependendo da época pode-se definir qual seria a influência externa que você sofreria e assim detalhar sua personalidade em relação aos acontecimentos diários.
  
  Sobre determinados setores da vida de cada um parece algo difícil de se explicar olhando para planetas como Júpiter e Saturno, mesmo quando falamos de relacionamento amoroso entre signos variados onde a análise deve ser feita com cuidado. Mas pra mim a astrologia é um vasto estudo que conseguiu ao longo do tempo acreditar no poder da natureza, na riqueza da alma e colocar a culpa toda em Plutão.

           Voleibol, possível graças a lei da gravidade (Rússia x Rep. dominicana)

sábado, 3 de maio de 2014

A velocidade da via láctea e nós


  Eu vou abordar um tema que me intrigou quando assistia ao documentário “cosmos”, em sua atual produção, a incrível velocidade da via láctea no universo, 1.000.080 km/h, calculado em relação à galáxia de Andrômeda, parece um número impossível, mas levado em conta a grandeza dos processos internos me parece plausível. Vendo isso, pensei: e o ser humano como reage? 

   Só a velocidade da terra em torno do sol já é algo considerável, +-108.700 km/h, isso mesmo, não é algo que você pegue seu carro pra ir ali passear e alcance isso. Mas nós, mesmo influenciados não só por esses dois valores, mas por vários outros eventos ao nosso redor continuamos vivendo normalmente sem parecer que nada grande acontece. A nossa sorte é que o planeta absorve a sobrecarga, da mesma forma que os diversos corpos celestes fazem isso em relação à galáxia.

   Mas isso tudo influencia em nós individualmente? Com certeza. Mesmo que amparados, cada um paga o preço por essa viagem no espaço em alta velocidade, nosso organismo evoluiu o suficiente para se adaptar a isso, mas o envelhecimento de cada um está relacionado com essa interação com o meio. Processos naturais como as correntes oceânicas, massas de ar, erosão de montanhas e outros, estão relacionados com isso.

 Via Láctea


Mais informações sobre velocidades no universo: